NORMAS PARA PUBLICAÇÃO

 

TEXTOS

Os textos enviados devem ser inéditos e apresentados com extensão mínima de 3 laudas e máxima de 7 laudas, com margem (direita, esquerda, superior e inferior) de 3 cm, em formato A-4 (210x297mm), e enviados por meio eletrônico (cadernoterritorial@hotmail.com).

Os textos devem ser salvos em formato Microsoft Word utilizando-se a fonte Times New Roman (tamanho 12) ou arial (tamanho 11), e espaço entrelinhas de 1 e ½.

O texto pode ser estruturado com ou sem subtítulos. O mesmo vale para a introdução e considerações finais, que são opcionais. Caso haja citações ao longo do texto, é obrigatório a indicação nas Referências Bibliográficas segundo as normas da ABNT, indicada no final destas diretrizes.

O título deve ser apresentado na primeira linha. Na última (após o texto integral), o(s) nome(s) do(s) autor(es), informações referentes à(s) formação(ões) acadêmica(s), instituição(ões) a que pertence(m) e o(s) endereço(s) eletrônico(s).

Caso haja figuras (fotografias, gráficos, mapas, desenhos, esquemas, tabelas, etc), as mesmas e suas legendas devem ser enviadas no corpo do texto (formatos JPG, TIF ou CDR), coloridas ou em preto e branco em dimensões nunca superiores a 12 cm de largura X 16 cm de altura.

IMPORTANTE: é imprescindível que o texto tenha linguagem didática e acessível. O título deve ser atraente e coerente com a discussão do texto. Sugere-se evitar citações em demasiado.

 

CRÔNICAS

A palavra "crônica" tem origem grega (Cronos é o deus grego do tempo). As crônicas geralmente narram fatos históricos em ordem cronológica, como exemplo da carta de Pero Vaz de Caminha, ou tratam de temas da atualidade. Apesar de ser veiculada em jornal ou revista, não têm o objetivo de informar ou noticiar, mas de desenvolver uma reflexão e/ou crítica acerca de um tema ou acontecimento. Neste tipo de texto, portanto, é emblemático a perspectiva subjetiva do cronista que geralmente escreve na 1ª pessoa.

Percorrendo todo o discurso, a subjetividade amplia os horizontes imaginários da narrativa e torna a crônica mais leve e colorida. Por isso, a metáfora e até mesmo a ambiguidade geralmente percorrem este tipo de texto que em sua estrutura também apresenta uma introdução, o desenvolvimento e a conclusão.

Assim dito, as crônicas enviadas devem ser inéditas não havendo limitação de páginas. Com margens (direita, esquerda, superior e inferior) de 3 cm cada, em formato A-4 (210x297mm), podem ser enviadas para a coordenadora de seção de crônicas e poesias, profa. Dra. Avacir Gomes dos Santos (UNIR-RO), por meio do seguinte e-mail: avacir.santos@unir.br

As crônicas devem ser salvas em formato Microsoft Word utilizando-se a fonte Times New Roman (tamanho 12) ou arial (tamanho 11), e espaço entrelinhas de 1 e ½.

O título deve ser apresentado na primeira linha e na última, após o texto integral, o nome do(a) autor(a) e, opcionalmente, formação acadêmica e endereço eletrônico.

Caso necessário, as notas de rodapé poderão ser usadas para referências bibliográficas, que deverão seguir as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), as quais são exemplificadas ao final destas diretrizes. 

 

POESIAS

 

A poesia é uma linguagem livre e com fins estéticos. Assanha o Dragão com açucena e envia recado ao Rei de Pasárgada com a ironia. É abstrata, pois voltada para a imaginação tanto do autor como do leitor. Como diz Manoel de Barros “poesia é voar fora da asa”. Este verso exemplifica o que se trata essa linguagem, que usa da gramática mas, sempre que possível, transcende as normas gramaticais e o próprio significado das palavras. Despalavreia para palavrar-se.

Poesia também é devir ou um vir-a-ser. É  movimento por conduzir diferentes interpretações e sentidos. Pela poesia é possível “colorir com alegria” ou como diz Joaquim Pedro “caminhar com asas”. Por isso tudo, a poesia é identificada com a arte nos seus diferentes gêneros. O poema, casa excelente da poesia, por possuir características poéticas se apresenta em grande parte por meio de versos e estrofes. 

Destarte, as poesias encaminhadas devem ser inéditas não havendo limitação de páginas. O espaço é livre para o uso de figuras de linguagem. Devem ser enviadas para a coordenadora de seção de crônicas e poesias, profa. Dra. Avacir Gomes dos Santos (UNIR-RO), por meio do seguinte e-mail: avacir.santos@unir.br

O título deve ser apresentado na primeira linha e na última, após o texto integral, o nome do(a) autor(a) e, opcionalmente, informações pessoais e endereço eletrônico.


INSTRUÇÕES GERAIS

Os originais serão apreciados pela Equipe Editorial, que poderá aceitar, recusar ou reapresentar o original ao(s) autor(es) com sugestões de alterações editoriais. Os textos serão enviados aos pareceristas, cujos nomes permanecerão em sigilo, omitindo-se também o(s) nome(s) do(s) autor(es). 

A Revista disponibilizará os textos, crônicas, traduções e resenhas publicados para consulta e reprodução em seu site, com a devida indicação da obrigatoriedade de citação da fonte. Os conceitos emitidos nos trabalhos são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es), não implicando, necessariamente, na concordância da Equipe Editorial.

Para mais informações entre em contato.

Exemplificação para citações e referências bibliográficas segundo as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT):

De acordo com a NBR-10520:2001 da ABNT, as Referências deverão ter chamadas no texto pelo(s) sobrenome(s) do(s) autor(es), em maiúsculas, data e página, quando dentro do parêntesis (MOREIRA, 2005, p.80) e em minúsculas quando inseridas na frase: Segundo Moreira (2005, p.80). Se um mesmo autor citado tiver mais de uma publicação no mesmo ano, identificar cada uma delas por letras, (MOREIRA, 2005a, p.90).